Alegre Gorjear

Alegre Gorjear

“É tão bonito ouvir o gorjear,
De um passarinho a cantarolar,
Um canto aqui, outro acolá,
Poesia assim, lugar nenhum não há.”

Contemplar

“Contemplar: o quanto contém de si
Do olhar no objeto à desejar-te
Sem que o mesmo perceba
E devolva-lhe o olhar
num simples doar”

Ócio Criativo – O Trabalho Dignifica o Homem

A velha expressão: “O trabalho dignifica o homem”. Tem seu devido valor, não há sombra de dúvida, e nem mesmo o homem na sombra e água fresca poderia por em check tal ditado.

Oposto do ditado acima, trata-se o Ócio, e por que não criativo? Com certeza o que grandes pensadores da idade média defendiam com unhas e dentes, era o seu devido direito ao ócio. René Descartes nascido em 31 de março de 1596, na cidade de La Haye, uma pequena província da Holanda do Sul, foi um grande praticante do ócio criativo.

Ócio Criativo - O Trabalho Dignifica o Homem

Ócio Criativo – O Trabalho Dignifica o Homem

Conta a história que, Descartes não era chegado ao trabalho e habitualmente acordava tarde todos os dias. Contudo, tornou-se o pai do Cartesianismo e revolucionou o modo como pensamos, até os dias atuais.

Vale mencionar que até mesmo Sigmund Freud: o pai da psicanálise. Fez menção ao nosso merecido descanso popularmente conhecido como sono, e que justamente nesse momento tão aconchegante, lançamos mão de toda nossa criatividade escondida e literalmente aprendemos com ele.

“Vamos imaginar o melhor dos dois mundos: idealizadores e realizadores. Cada qual com seu devido lugar e valor. Transformar e inovar é a mola propulsora do desenvolvimento e da passagem dos tempos”.

Referências Bibliográficas: “Ócio Criativo” Domenico De Masi e “Descartes em 90 minutos”. Paul Strathern.

Redes Sociais – Palanque do Povo

As redes sociais se transformaram no palanque do povo. O que tratava-se de vitrine para ver e ser visto ou no sentido da palavra expor a figura. Atualmente configura o cenário dos movimentos sociais impulsionados pelas redes, o qual tem se demonstrado cada vez mais um verdadeiro showmício, o que temos observado é a volta dos tempos, literalmente o retorno do conhecido: pão e circo.

MidiaModel

Redes Sociais – Palanque do Povo

Desde a criação da web 2.0 e todas as ações de marketing relacionadas a mídia digital e a rede, o que ficou muito claro aos idealizadores e planejadores da web, é a questão da mesma tratar-se de uma ferramenta de suporte para outras mídias. O que nos leva a entender que: “uma andorinha só não faz verão”. Ao mesmo passo que um monte delas sem foco e direção também não chegam a lugar algum.

Todo esse movimento e articulação carrega uma ideologia muito interessante e comercialmente bem vista aos olhos das mídias em geral. Mas escondem o real motivo do qual o povo deveria estar atento e preocupado: continuamos sendo guiados e influenciados por movimentos de cunho partidário. Desviar o foco do público é o principal objetivo de muitos grupos partidários, interessados em se manterem no poder e assim continuarem usando o povo como massa de manobra.

“Enquanto isso… em algum lugar desse imenso Brasil, a indústria da seca e muitas outras continuam operando a máquina à todo vapor“.

“Eh, ôh, vida de gado, povo marcado e povo feliz”. Zé Ramalho

Humanos X Grandes Cidades

Que comece a luta!

O nosso desafiante da noite, vestindo calção azul, é um velho conhecido do público. Ganhador de batalhas milenares, trata-se de um guerreiro que superou as barreiras do tempo e do espaço. Historicamente conhecido como Australopithecus, o qual trouxe contigo o mapa da evolucão humana, tendo que lascar e carregar muita pedra até receber o título honorário de Homo sapiens.

Do outro lado do ringue de calção vermelho, está uma entre milhares de criações do homem: as grandes cidades, o oponente é sua criatura, o trânsito.

Humanos X Grandes Cidades

Esse UFC diário possui regras e armas exclusivas, pronto para o combate o cidadão encontra-se munido de armadura de aço completa e direção, mais conhecida como carro ou armadura parcial; composta de quadro de alumínio e guidão, popularmente chamada de moto. Nessa luta “vale tudo” o oponente é duro, o trânsito é caótico, espreme seu oponente nas cordas, avança sobre o adversário com ou sem armadura, não respeita nem a faixa.

“Nessa luta diária, não existem vencedores. Perde o homem, perde a sociedade. Seja gentil, a Vida pede passagem”.

Admirável Mundo Novo

“Admirável Mundo Novo”

Quantas vezes você não deve ter ouvido a célebre frase: “Ahh, no meu tempo era bem melhor!”. Ok, pode até ser verdade, mas o tempo passa e ‘tudo’ muda. “Mas será que ‘tudo’ muda pra melhor?”.

E quando paramos um pouco para pensar nas grandes transformações e todo o avanço tecnológico ao qual nos norteamos hoje, sistemas GPS, carros elétricos e até motores movidos à célula de hidrogênio, internet, tecnologia mobile, mídia digital  e sua ubiquidade, entre muitos outros adventos modernos.

Mas, será que em algum momento, esse alguém parou pra pensar e se perguntar:

“O que esse ‘tudo’ fez para melhorar a vida e as condições humanas do Século XXI?”.



Eu fico
Com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita… (Gonzaguinha)

Mandela Day – Freedom

Mandela Day
Liberdade de Expressão
Razão e Emoção
Respeito aos iguais e diferentes
Livres de crença, cor ou religião
Sem amarras no coração
Sejamos todos irmãos”.
Daniel Pastor

“Viva Nelson MandelaEterno”. ✰ 18 de Julho de 1918 – 5 de Dezembro de 2013 †

Post english version: http://zip.net/bxlKCn

 

Snowden Case “Caso Snowden”

Snowden Case “Caso Snowden”

Você já teve aquela estranha sensação de que está sendo observado?
Caso, sua resposta seja não. Você nunca deve ter usado a internet.

Sejamos breve, a mídia digital (on-line), analisa, mede, rastreia, compartilha, e até bloqueia… o seu direito a ‘liberdade de expressão’, se assim o desejar.

– Fala sério?!
– Ok, breve. A ‘internet’ foi criada na segunda guerra mundial com determinada finalidade ‘uso militar‘. Seria muita inocência nossa imaginarmos que nada disso estava sendo observado e vigiado.
– Ok, Mr. Snowden?
– Entāo, vamos olhar ali bem de pertinho… no quintal de nossas casas ou no “Facebook – Farm Ville” e dentro das suas respectivas caixas de e-mail ou ‘e-mail box’.
– Para minha surpresa, quase que de um modo ‘empírico’, toda vez que jogo determinado game na rede social, navego entre centenas de sites, assim aleatoriamente… parece que por alguma estranha ‘coincidência’, surge uma avalanche de ofertas de produtos no meu e-mail.
– Ohh, sorte! Aqui no meu e-mail, justamente o produto que eu tanto procurava.
– Que horror!! Mr. Snowden, isso é psicose. Imaginar que estamos sendo vigiados o tempo todo?

Caso SnowdenOk, isso é coisa da inteligência, ou obra de algum hacker. Nada disso! Hoje em dia qualquer um de nós, você que tá aí na net. E que utilize a internet como ferramenta de comunicação, sabe que o Google mesmo disponibiliza aplicativos (apps) de observação e mensuração do universo on-line. Um básico e conhecido é o ‘Google Analytics‘, o nível da observação pode ser até em tempo real. Trackear ou rastrear passos e pessoas muitos outros apps na rede o fazem também.

“O ponto aqui é: tudo está sendo observado. A internet é um verdadeiro ‘Big Brother‘ de George Orwell na ficção e dos USA na vida real”

“Homomidia”

homomidiaHomomidia,
O corpo fala, linguagem não verbal, códigos visuais.
O Homem é seu próprio veículo de midia agora,

Hieróglifos, papiros, manuscritos, fonemas, meios, formas…
…nasce a midia e o Homem chora, prova da existência de um e de outrora”.

“A Era do Rádio” The Radio Era

“A Era do Rádio”

Fala sério! Tem mídia mais legal do que o rádio? Claro que tem né! Essa deve ser sua resposta. Ok, vamos imaginar então, ops! Peraí, essa é justamente a ideia do rádio, percebeu?

Radio AlarmEnquanto você ouve rádio, sua imaginação voa livre, literalmente divaga sob o tema, o que o torna uma mídia alusiva, pode acreditar. E pensar que na época dos seus pais existia até novela no rádio. Como assim?! Sim, assim mesmo, com muita criatividade dos idealizadores e ainda mais imaginação dos ouvintes.
O melhor a respeito do rádio é que diferentemente das outras mídias como: TV; Internet; Mídia Impressa, no rádio não há necessidade de concentrar-se no objeto. Você pode ligar o rádio na sala e ir tomar café da manhã na cozinha; pode ouvir rádio com fone de ouvidos e sair para dar uma caminhada, essas possibilidades não são o máximo?
Sem falar que o ®ádio se mordenizou e acompanhou a internet e os dispositivos mobile. Ahh, ficou com saudade da ensolarada Califórnia? As rádios da internet trouxeram a possibilidade de estarmos distante e perto ao mesmo tempo, quando e onde quisermos.

Para aqueles mais nostálgicos com saudade do radinho de pilha, “aquele” da casa do seus avós, indico um app chamado Radio Alarm HD, que pode ser baixado diretamente da App Store e o TuneIn Radio, que atende a ambos os sistemas iOS IPhone/IPad e Android, podendo ser baixado através do Google Play.